Tag Archives: Pediatra

Conversando com o pediatra

Olá mamães,

Recebi a indicação desse site de nossa parceira Dra Gisele (que é cardio pediatra especialista em eco fetal), então dei uma olhadinha e amei. Gente, quantas vezes não vamos ao pediatra e procuramos resolver rapidinho algum sinal de doença de nossos filhotes.

conversando com o pediatra

O site orienta um pouco mais sobre vários assuntos e principalmente sobre a importância de ir ao médico desde o pré-natal até a adolescência.


conversando_com_o_pediatra 2

Aguardem as matérias com Dra. Gisele Pacheco, para irem um pouco além da consulta com o pediatra…

Beijosssss

Leia... »

Segurança Doméstica na Infância

Olá mamães,

Foi notícia na imprensa esses dias e lógicos que vira assunto do agendinha. Já tínhamos inclusive uma matéria prontinha para entrar, então agora é a hora!!!

O agendinha tem mais uma assunto sério para falar com vocês, dessa vez é a segurança e muitas vezes a vida de nossos filhos que estará sobre o nosso foco. Numa consulta com Dra. Sabrina Machado, que atende na AMI Personali, falamos sobre muitos assuntos importantes no desenvolvimento de nossos pequenos, e vamos trazer aos poucos aqui para vocês.

segurança lar

O tema Segurança Doméstica na infância é um dos mais importantes a serem abordados pelo Pediatra , porém pouco explorado em decorrência de um sistema que valoriza o número de consultas ao invés da qualidade destas. Tanto os convênios quanto o SUS não permitem que façamos uma consulta completa. Nossa função como Pediatras não é apenas de curar dores. A puericultura tem como principal função a prevenção de doenças. Infelizmente a realidade é outra .

Mas vamos lá…

Quando nos tornamos pais tudo muda. Quantas vezes antes desse marco zero nas nossas vidas olhamos para um móvel e imaginamos que ele é perigoso, pois a criança pode tropeçar, ou bater a cabeça na quina? Quantas vezes pensamos como usar um bebê conforto e/ou quando progredir para a cadeirinha ou o buster? Quantas vezes nos policiamos para não deixar uma moeda ou uma tampa de caneta fora do lugar?

Pois é, tudo muda. Não ficamos tranquilos quando vamos com as crianças a um apartamento sem tela nas janelas ou que tenha escadas, e se tiver piscina, aí sim, pensamos mil vezes.

Então, a impressão que dá é que como pais ganhamos um novo sentido além dos 5 habituais: o de aprender a prever os acidentes. E o pediatra tem uma função muito importante nessa aquisição.

Quantos de vocês já imaginaram que para amamentar um recém- nascido deve- se parar o carro? No carro, a criança deve estar sempre no assento próprio para a idade, com o cinto de seguranças afivelado. Se o lactente chora para mamar, a Mãe não pode retirá- lo do assento e oferecer o seio materno com o carro em movimento. Deve- se parar o automóvel para amamentar, mesmo que o caminho seja curto e considerado inofensivo. Acidentes com lesão de coluna vertebral e óbitos infantis poderiam ser evitados com a orientação dos pais nesse sentido.

paragrafo 1

Quantos de vocês já deixaram um recém- nascido dormindo na cama e construíram uma muralha de travesseiros para evitar a queda? A partir do momento que a criança começa a rolar , por volta dos 3 meses de idade,essa prática deve ser abolida. Costumo dizer que a criança joga os travesseiros no chão e cai de cabeça… longe deles! Cuidado também com o trocador nessa época. É considerável o número de quedas deste local. Deixe tudo o que precisar perto, e se esquecer de algo, pegue a criança no colo, ou a coloque no berço para procurar.

paragrafo 2

As Sociedades Americana e Brasileira de Pediatria não indicam o uso de travesseiros e até mesmo protetores de berço aos recém- nascidos, pelo risco de sufocamento.

crianca-dormindo

Toda a atenção é pouca quando nossos pequenos começam a adquirir suas habilidades mágicas: rolar, colocar as mãos e o mundo na boca, comer, engatinhar, ficar de pé, dar o primeiros passos, correr… correr!!!! Cair!!!Machucar!!! Engasgar!!! Nossa… Não é fácil!!!
Muito cuidado com todos os objetos pequenos, passíveis de ir à boca: moedas, baterias e pilhas, brincos, brinquedos, tampa de caneta, papel, plástico, presilha de cabelo, sapato de bonecas, roda de carrinhos. Tudo. Tudo mesmo!!! A criança precisa descobrir o mundo, se localizar no espaço, sentir… E faz isso inicialmente pela boca. A famosa fase oral. Um processo que perdura até 2-3 anos de idade.

vdmfotomaterial4

Quando a criança começa a engatinhar, é hora de bloquear a passagem para a cozinha. Esse deverá ser um território proibido a elas, mas já devemos ter todos os cuidados possíveis. Deixar os talheres e utensílios de cozinha altos ou usar protetores de gavetas. Dar preferência às chamas do fundo, ao cozinhar. Deixar os cabos das panelas sempre voltados para dentro e nunca para fora do fogão. Não beber nada quente com a criança no colo. A queimadura é um dos acidentes mais comuns na infância.

seguranca_cozinha

Muita atenção também às tomadas. Deve- se usar protetores de tomada discretos. Nada de foucinho de porco, fadas ou princesas decorando a tomada. A criança não deve saber que ela existe. Os fios dos utensílios domésticos devem sempre ser vistoriados. Cuidado com fios no escritório, extensões de energia. Nunca os deixe à vista das crianças. Um acidente ainda muito frequente é a queda da televisão ou aparelhos de som sobre as crianças. Hoje em dia com aparelhos mais modernos e mais leves, tem diminuído , porém ainda acontece.

crinaça e tomada

O banheiro é um mar de possibilidades para a criança. Quantas vezes encontramos nossos anjinhos se deliciando brincando com um creme, shampoo ou acabado com o rolo de papel higiênico? E quando os mesmos decidem brincar no vaso sanitário? Jogar coisas dentro ou beber a água? Choque, intoxicação, relatos de crianças que trancam a porta com chave e não conseguem destrancar… A tampa do vaso deve ficar sempre abaixada e é interessante uma proteção para evitar que a criança consiga levantá- la. Há casos de morte por afogamento em vaso sanitário.

paragrafo

Atenção também aos baldes com água, crianças se afogam neles. Piscinas em casa ou em lugares que visitamos, são uma preocupação constante. Deve haver um portão protegendo a entrada, pode- se usar também lonas cobrindo a piscina- atentando- se a nunca deixar uma parte da piscina coberta e outra descoberta. As janelas dos apartamentos e casas devem ter redes de proteção, e devemos obedecer o tempo de troca das mesmas. Deve-se haver também limitadores de abertura nas janelas (abertura máxima 9cm). E ainda portões nas escadas…

ultimo

Essas são algumas medidas para evitar acidentes com nossas crianças. Os acidentes em casa e no laser são a principal causa de morte em crianças de 0 a 18 anos no Brasil de acordo com a Associação para a Promoção da Segurança Infantil ( APSI). Esse número vem diminuindo, mas ainda é o principal.

O Instituto Nacional de Saúde Dr Ricardo Jorge ( INSA) refere que em 2012 as crianças até 14 anos de idade foram as mais acometidas pelos acidentes domésticos e de laser (41,5% do total dos acidentados), sendo que 36,4% ocorreram em casa, 22,7% na escola e 11,5% em atividades ao ar livre.

Nos Estados Unidos, para cada criança que morre em acidentes domésticos, 25 são hospitalizadas , 925 são atendidas na urgência dos hospitais e inúmeras outras são tratadas nos consultórios particulares. Os números são alarmantes, assim como os custos para o tratamento. No entanto, o custo maior, que é a perda de um filho, este é inestimável. É por isso que devemos estar sempre alertas para protegê-los.

familia_feliz 2

 

Para maiores esclarecimentos é só marcar uma consulta ela atende na AMI Personali

Dra. Sabrinna Machado

Pediatra e Endocrinopediatra

Fone: 3082-1871 / 3222-8231

 

Sugestão de leitura:

http://www.rospa.com/homesafety/adviceandinformation/childsafety/accidents-to-children.aspx

Leia... »